O espetáculo é o resultado de um processo de investigação sobre o Palhaço iniciada em 1999 com a Mestre Canadense Sue Morrison. A direção é assinada pelos Argentinos Abel Saavedra e Lili Curcio do Seres de Luz Teatro.  É um espetáculo Brasileiro 100% Espanhol, que através de uma linguagem universal aborda questões comuns a todos nós. Numa sequencia de situações corriqueiras, o Palhaço vai revelando suas “zonas errôneas” , expondo sua alma contraditória. De maneira ingênua e atrevida aborda e compartilha suas fantasias com o público. Os conflitos se sucedem de maneira continua, expondo de maneira visível suas fragilidades, criando um vínculo de cumplicidade com o público, construindo uma ponte entre fantasia e realidade, um espelho onde todos nós podemos enxergar nossas próprias almas, onde tudo é possível, pois esse é o espaço da brincadeira, da imaginação e da inocência.... A cabeça do Palhaço é adulta, inteligente, porém sua alma é de criança! Tem espírito livre e transgressor, não se sujeita a convenções, não tem preconceito... 


O riso é o antídoto, o que nos salva da visão totalitária do mundo e nos permite sobreviver à solidão, transformando o cotidiano em fantástico, o impossível em possível, o sonho em realidade...